O que é o Empréstimo BNDES para Pequenas Empresas

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

BNDES Crédito Pequenas Empresas

Onde encontrar o menor custo financeiro para fazer sua empresa crescer?

A maioria das pessoas vão dizer que é no BNDES e a resposta é 100% correta. Afinal, em julho de 2019, um custo financeiro de 1.5% ao ano de spread mais TLP em torno de 6% será 8,6% ao ano se for um projeto direto com o BNDES.

Mas, mesmo que seja via indireto ( via um agente credenciado) ficará ainda muito mais barato do que os bancos comerciais. Ou seja ficará  em torno de 11% ao ano.

Contudo, o que dificulta as empresas são três fatores:

1-A falta de elaborações de demonstrações financeiras que sirvam para fornecer oficialmente condições da sua  analise econômico-financeira junto ao banco;

2-Desconhecimento das oportunidades existentes no banco;

3-Falta de tempo/funcionário disponível para se dedicar a encontrar linhas, preparar projetos, encaminhar, pois, é uma demanda que embora valha muito a pena, é extremamente trabalhosa e exige um bom nível de conhecimento financeiro.

Bem,  em termos práticos, para melhor ilustração, segue abaixo um modelo mais detalhado.

Então o Empréstimo para Micro e Pequenas Empresas e para Empresários Individuais, tem:

Objetivo

Ser uma linha  importante instrumento de crédito para o fomento das micro e pequenas empresas, como negócio e estratégia para o desenvolvimento social e econômico, visando a manutenção e geração de emprego e renda.

É um empréstimo financeiro para empresas dos setores da indústria, comércio e serviços que tenham tido, ao menos, faturamento nos últimos doze meses de até R$ 4,8 milhões

Taxa de Juros

Nas operações indiretas, a Taxa de juros é composta pelo Custo Financeiro, pela Taxa do BNDES e pela Taxa do Agente Financeiro.

Prazo

Prazo total de até 5 anos, incluindo carência de até 2 anos

Garantias

Negociadas entre a instituição financeira credenciada e o cliente.

O cliente poderá complementar a garantia, utilizando o BNDES FGI (Fundo Garantidor do Investimento).

Bem, são pre requisitos:

1-Ter faturamento de mais de 12 meses

2-Não ter restrição de crédito no mercado

3-Garantias hipotecarias ou Seguro do fundo garantidor de investimento (FGI)

4-Limite de R$ 30.000 a R$ 300.000

5-Taxa juros 0,95% a.m mais Selic ou TLP (com garantia hipotecaria) ou 

6-Taxa de juros 1,47% am mais TL (Com FGI) prazo 36 meses incluindo 6 de carência.

Documentos necessários para formular propostas

  • Contrato Social/Requerimento Empresário com alterações ou consolidado;
  • DEFIS mensal dos últimos 12 meses (indispensável este envio);
  • DEFIS anual dos últimos 3 exercícios, se houver (enviando este item haverá a possibilidade de influenciar positivamente na análise de crédito);
  • Cópia IPTU ou ITR, da matrícula que será ofertada em garantia (que equivale, ao menos, a 50% do valor do empréstimo), em caso de possuir imóvel a ser disponibilizado;
  • RAIS do Competente Exercício;
  • Cópia do RG e CPF dos sócios, cônjuges e avalistas;
  • Último IRPF dos sócios, cônjuges e avalistas;
  • Comprovante de residência dos sócios (contas de Luz, água ou telefone fixo com ao menos 90 dias) BNDES
  • Crédito Pequenas Empresas. Contate conosco de saiba mais. Assessoramos você a encaminhar seu projeto.

Assessoramento para agilizar seu investimento

É o trabalho que é feito contratando uma consultoria externa, para assessorar sua empresa na formatação, encaminhamento e acompanhamento  do seu projeto até a liberação de recursos. Esse um dos tipos de serviço que fazemos. Fale conosco.  http://sampaiosucessofinanceiro.com.br/contato

CONCLUSÃO

Por fim, duas coisas que considero fundamentais neste post. A primeira delas é a importância em preparar  a sua empresa para ter uma contabilidade organizada e assim gerar informações adequadas de controles, tanto  para gestão como para credibilidade externa.  Assim, vai se candidatar a pagar o menor juro do mercado financeiro e viabilizar a expansão do seu negócio com o menor custo.  Sem isto, obviamente,  vai ser obrigada a sempre pagar mais caro.

O segundo ponto fundamental é analisar e comparar os custos financeiros  ANTES  de decidir investir em projetos de longo prazo. Muitas vezes a emoção de expandir rápido, vender mais, etc. é mais forte do o planejamento financeiro e pode comprometer o sucesso logo ali adiante.  ….  Caso tenha dificuldade, busque ajuda de alguma consultoria financeira especializada.

Carlos Sampaio

 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe seu comentário

Inscreva-se para receber nossas novidades