Planejamento Financeiro 2020

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Estamos no final do ano de 2019 e queremos montar um plano para 2020.

Quando queremos planejar o futuro, mesmo que não tenhamos condições de certezas absolutas, podemos definir um cenário baseado no momento politico e econômico  atual. Assim, teremos uma  projeção dos principais indicadores baseados em  premissas.

Ou seja, é criado uma TENDÊNCIA  (possibilidades) que podemos ir ajustando com o passar dos meses.

Isto é  EXTREMAMENTE  importante para os planos financeiros pessoais e de negócios.

“Se não temos ainda a realidade, temos o poder de visualizar e criar estratégias de ação..

Para isto vou me basear em pesquisa do relatório Focus do Banco Central publicado em 6 dezembro de 2019 .

Em primeiro lugar, o que é Boletim Focus  ou relatório focus?

Resposta: é um relatório compilado pelo BC que, que  divulga projeções de profissionais que trabalham em bancos,   corretora e  demais instituições financeiras. São projeções de mais de cem participantes.

Esses profissionais preenchem, semanalmente, uma pesquisa do BC, atualizando suas projeções para indicadores como crescimento (PIB), inflação, taxa de câmbio, dívida pública, balança comercial e a Taxa Selic  que é taxa básica de juros da economia).

Essas instituições  calculam essas projeções para suas próprias análises e compartilham através do Focus.

O Boletim Focus reflete, então, a média das previsões de pessoas e instituições especializadas em macroeconomia e mercado financeiro.

Então, Isso acaba sendo um BALIZADOR  mercado, e é informação valiosa  para a sua analise e tomada de decisões,

Resumindo esta longa introdução. O objetivo  é fazer você ter uma ideia de onde estará pisando no ano 2020, considerando cenários oportunidades de ganhos financeiros

Muito bem em termo de economia geral o indicador principal de crescimento de uma pais é o PIB (Produto Interno Bruto), que é o somatório de renda do país.

É equivalente ao “salário” de um empregado. Representa renda dos produtos e serviços do país e diz se o pais está crescendo, estagnado ou em rota de recessão. Ok ?   Então vamos aos números…

 1-PIB

Primeiramente, olhando de forma retrospectiva o PIB brasileiro previsto para o ano de 2019 deverá ficar com 1,1% de crescimento. Era para  ter um crescimento de 2,53% dois virgula cinquenta e três porcento, considerando  previsão feita no final de 2018 , as quais    foram otimista demais  quanto a retomada mais rápida da economia,

Sendo assim, fica renovada a proposta de crescimento de 2,24% dois vírgula vinte e quatro por cento em  2020 o representará dobro de 2019.

2-INFLAÇÃO IPCA

A Inflação pelo ligeiro aumento previsto para a atividade econômica  vai se manter baixa em 3,60% três virgula sessenta por cento em 2020..

Para 2019, se tinha uma previsão de chegarmos em 4,11%  vai ficar em 3,52% (três vírgula cinquenta e dois  por cento)  A causa disto foi a atuação do banco central com medidas de baixa na taxa de juros, mas que ainda não surtiu efeito.

3- Taxa de juros Selic

Com a previsão de  inflação baixa , vai se exigir a estabilidade da taxa Selic em 4,5% (quatro virgula cinco  por cento) no final de dezembro de 2019 e se mantendo em 4,5% quatro  virgula cinco por cento  também em dezembro de 2020.

A combinação de inflação baixa e juros baixos para 2020  vai criar o terreno propicio para o aquecimento da economia interna , ou seja, ,mais crédito, juros mais baixos, mais obras,mais consumo, mais renda e mais emprego.

Sob o olhar dos investidores externos isso é bom e eles trazendo dinheiro para o Brasil , a Bolsa sobe mais ainda aumenta a possibilidade crescimento da economia com um todo.

Por outro lado, os juros baixos vão exigir sair um pouco dos investimentos da renda fixa, e você deve procurar alternativas em:

Fundos multimercados, fundos imobiliários e ações. Isto já está ocorrendo em 2019 e será mais intenso em 2020.

Bem, mas preste atenção: eu disse sair um pouco da renda fixa. A renda fixa no Brasil é uma da melhores do mundo, então você deve manter uma boa parte do seu dinheiro em Títulos do governos e Títulos privados…

Lembre-se a renda variável  será ótima para uma parte do seu capital, com estratégia de longo prazo e você tendo conhecimento.

Com juros baixos não temos boas noticias para a caderneta de poupança.

O que já ruim vai ficar pior, pois terá prejuízo  se for confirmado este cenário de juros baixos.

É prejuízo mesmo, porque a inflação será maior do que os rendimentos da caderneta mas claro,  para reservas de   CURTÍSSIMO  prazo você pode deixar na caderneta de poupança ou tesouro selic,   por que o importante é a liquidez.

4-A taxa de cambio para o final de 2020 está prevista em 4,10 reais (quatro virgula dez centavos de reais)   para cada dólar.

É a mesma  taxa de cambio que deve fechar o ano de  2019.

O dólar é um indicador para dar uma referencia ao impacto nos  preços de produtos que importamos e exportamos Ou seja, dólar alto é igual a preços internos mais caros e preços mais caros exercem pressão para aumentar  inflação.

Por outro lado, para quem exporta, ajuda ao pais receber mais dinheiro na economia o que é bom.

Resumindo não teremos impacto diferente do que temos atualmente…Então tranquilo! Mas lembre-se,  momentos de oscilações são comuns em termos de politica internacional.

Após esta amostra sobre o cenário para 2020 considerando quatro  importantes indicadores que falei,  repetindo: Inflação, Taxa de Juros (SELIC) , PIB E Dólar a pergunta para você investidor é:

Onde você vai aplicar seu dinheiro em 2020?

Vai ser na renda fixa ou na renda variável? Com mais risco ou menos riscos?

Tesouro Direto, CDB, LCA, fundos de investimentos, fundo de ações?

Se o cenário nacional é positivo é um  grande ponto a nosso favor, mas numa economia global temos que considerar o resto do mundo e aí temos muitas incertezas.

Neste caso,  é necessário ter um mix de investimento entre renda fixa e renda variável , sendo um maior parte na renda fixa. Na renda fixa deixe 60% a 70% do seu dinheiro, porque o mercado pode ter turbulências e assim você estará tranquilo para administrar o “temporal” e com dinheiro para comprar barbadas.

Guerra Comercial EUA vs China é Outro tema que merece ser acompanhado,

A falta de entendimento entre as duas potências econômicas mundias têm gerado impactos no mundo inteiro

Também teremos em  2020 é ano de eleições nos Estados Unidos. E esse fato, por si só, já tem impacto na economia mundial.

Ainda falando do mercado financeiro global e impacto no Brasil, acho importante entender como pensam os países ricos em relação aos pais emergentes como o Brasil.

Os analistas internacionais examinam 3 aspectos para que os investidores coloquem seu capital num pais o que certamente cria oportunidades de riqueza para todos…

1-Crescimento

2-Modelo Econômico

3-Modelo Político

Então o Brasil, no modelo econômico tem boas perspectivas com a estratégia de juros baixos e inflação baixa, mas, por outro lado perde pontos no aspecto crescimento do PIB que é muito baixo. Apenas 1% ao ano, o que representa a metade do crescimento dos estados unidos.

Mas, se demonstrar em 2020 que vai cumprir a meta de chegar a 2% no final do ano,  então ganhará mais credibilidade.

Por fim, resta a analise do modelo político a longo prazo mais de 5 ou 10 anos.

Neste ponto,  todos os países emergentes da America latina sofrem, pois o investidor não vê consolidado ainda  governos que possam seguir modelos econômico anteriores, como por  exemplo,na china e outros emergentes asiáticos que uma eleição não muda a rota econômica.

Conclusão

Bem, diante do futuro, obviamente, temos incertezas, mas com as projeções de indicadores, podemos já esboçar um mapa mental,  assim, recapitulando, vimos  a perspectiva traçada  pelo relatório  focus divulgado pelo Banco central do Brasil considerando PIB, Inflação, taxa de juros e cambio.

Finalizando e falando de INVESTIMENTOS , este cenário  está indicado para:

  • Migrar um pouco de investimentos para renda variável já que a bolsa pode chegar talvez a 125 mil pontos, e aÍ realizar ganhos para multiplicar capital.Mas lembre-se cuide-se para deixar uma parte de 10% a 30% do capital para buscar estes ganhos e sair quando tiver no máximo, porque em algum momento,  final do ano ou inicio de 2021, podem ter alguma crise. Vivemos há dois anos momentos de euforia e teremos, na minha opiniãoainda euforia  em 2020, mas, euforia são ciclos que também passam.
  •  No mais, as alternativas para longo prazo de Fundos Imobiliários são também recomendadas,
  • Também, fazer boas escolhas de alguns fundos multimercados e
  • Deixar como medida de segurança no mínimo 70% do seu patrimônio na renda fixa, como Tesouro direto para reservas de emergência e reservas de médio prazo, CDBs que paguem acima de 115% cento e quinze por cento  do CDI e LCA e LCI com o minimo de rendimento de  95% noventa e cinco por cento  do CDI, entre outros com equivalentes taxa de ganhos.
  • Carlos Sampaio

    É Administrador de Empresas, Master Coach, Planejador e Educador financeiro.

 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe seu comentário

Inscreva-se para receber nossas novidades